.

.
.

.

.

.

.

TJE determina afastamento do prefeito de Uruará

O TJE (Tribunal de Justiça do Estado) deferiu, ontem, o pedido feito pelo Promotor de Justiça, Bruno Damasceno, em Ação Civil Pública para o afastamento do prefeito de Uruará, Eraldo Pimenta, de suas funções, bem como a quebra do sigilo bancário e fiscal, como forma de proporcionar e auxiliar a investigação até julgamento definitivo.

O Ministério Público apurou, por meio de inquérito civil, que aconteceram várias irregularidades durante a administração, como desvio de função e finalidade de bens públicos, utilização pessoal de dinheiro público, compras realizadas sem licitação e abuso do poder político. A denuncia foi formalizada em julho do ano passado e foi o estopim da investigação que culminou na medida judicial.

Segundo o Promotor de Justiça, Bruno Damasceno, a Prefeitura de Uruará comprava bens a vontade, de forma totalmente aleatória, sem observar qualquer procedimento licitatório. 'Era como se o dinheiro público fosse de propriedade pessoal de Eraldo Pimenta', ressalta.
MPE

Comentários