.

.
.

Pérola em clima de convenção

Os partidos e coligações realizam hoje suas convenções partidárias de olho na eleição suplementar do dia 5 de abril.

O PSOL vai ratificar os nomes de Márcio Pinto e Gean Carlos em sua chapa puro sangue. Outra coligação já fez o mesmo hoje pela manhã com os nomes de Alexandre Von (PSDB) e Nélio Aguiar (PMN).

Na convenção do Partido dos Trabalhadores (PT), realizada (em andamento) no ginásio do colégio Carequinha, o nome da cabeça da chapa já foi lançado, será Inácio Correa, ex-secretário de governo da ex-prefeita Maria do Carmo.

Mas, no diretório do PMDB, que detinha a cabeça, ao lado da casa do deputado Antônio Rocha, o pau come literalmente. O partido do desprestigiado Jarder Barbalho não gostou da decisão de lançar Inácio e ainda teve de encarar uma insurreição dos partidos nanicos da coligação que decidiram não aceitar o nome do PMDB nem como vive de Inácio. “Manda o PMDB colocar candidatura própria lá na casa do c... nós só ganhamos esta eleição”, disse um dos líderes dos nanicos.

Até a saída do pôster do local já configuraram como vice de Inácio: Ruy Correa (PMDB), Marcela Tolentino (PDT) e Reginaldo Campos (PSB).

O PMDB reúne neste momento a quatro paredes e já pediu inclusive arrêgo a Helenilson Pontes. A movimentação é no sentido de colocar uma candidatura própria. “Não vamos abrir nem pro 8°º BEC”, disse uma liderança do PMDB.
Pode ocorrer inclusive de a sigla lançar Zé Antônio e Pixica.
O desgaste é grande.

O pôster vai para lá agora.

Comentários

.

.