.

.
.

.

.

.

.

PMDB sobrevive, mas agoniza

PT diz não ao PMDB. PMDB diz não ao próprio PMDB. PMDB diz sim ao PT.


Depois de seis dias consecutivos de chuva, o domingo (ontem) apareceu ensolarado. Parecia um dia agradável, e foi, para muita gente. Os partidos políticos e coligações realizavam suas convenções para a composição de chapa, de olho na eleição suplementar do próximo dia 5 de abril.

O PSOL, em seu comitê, ratificou os nomes de Márcio Pinto e Gean Carlos, na chapa de um partido só.

No Atlético Cearense, a coligação ‘Santarém quer solução’, formada pelos partidos PV, PPS, DEM, PSDC, PSDB, PMN e PTC, disseram amém aos nomes de Alexandre Von (PSDB) e Nélio Aguiar (PMN).

Até então, tudo dentro do esperado.

Mas as atenções estavam voltadas para o ginásio do colégio Carequinha, onde estava hospedada a convenção do Partido dos Trabalhadores (PT) e seus aliados. As arquibancadas do ginásio estavam pintadas de vermelho. Um prato perfeito para o show do PT. E não deu outra. Depois de anunciar aos militantes a troca de Milton Peloso por Inácio Correa na vaga de vice da chapa encabeçada pelo parceiro PMDB, o Partido dos Trabalhadores fez mais. Anunciou que a ordem dos fatores altera sim o produto. Para delírio da militância, o partido acabara de tomar a cabeça da chapa do PMDB e Inácio Correa seria o candidato. Até aí, tudo dentro do previsto. A outra lógica seria o PMDB como vice, mas até que esse cenário fosse fechado muita água rolou.

A duas quadras dali, uma reunião entre a cúpula do PT e o diretório municipal do PMDB tentava convencer o partido dos Rocha a aceitar ser vice. Foi quando as siglas nanicas da coligação se rebelaram e, numa súbita insurreição, disseram que não aceitariam o nome do PMDB nem como vice. “Vamos mandar eles irem embora que nós damos conta do recado”, disse uma lideranças do bloco dos nanicos ao blog.


A relação PT/PMDB piorou ainda mais. Até às 15h00min, vários foram os nomes cogitados para vice de Inácio. A convenção do partido havia terminado e os militantes foram embora para casa sem saber quem seria o vice da chapa.

Bruno Pará (PDT), Marcela Tolentino (PDT), Reginaldo Campos (PSB) e Beth Lima (PR) chegaram ser por alguns minutos o vice do candidato do PT.

O nome sugerido dentro do PMDB para tentar um consenso foi do ex-vereador Ruy Correa. Mas não teve conversa. O esperado então aconteceu. O PMDB chutou o pau da barraca e anunciou candidatura própria.

Começava a corrida contra o tempo para convencer o partido da família Rocha. O local, a casa do deputado estadual Antônio Rocha.

Agora, os nanicos recuariam e aceitariam o PMDB como vice, mas o partido já havia perdido muito mais: a cabeça da chapa.

Enquanto o PMDB tentava achar um nome para representar a sigla na eleição suplementar do próximo dia 5 de abril, três telefones celulares tocavam: o do professor e advogado Helenilson Pontes, o do deputado federal Jader Barbalho e o da governadora Ana Júlia. Os três receberam um pedido em forma de suplício.

Ana Júlia tinha a missão de convencer Antônio Rocha a aceitar a cadeira de vice. Mas, não conseguiu. Então teve de ligar para o próprio Jader e pedir a ele para fazê-lo.



Helenilson Pontes recusa e José Antônio é vice


Barbalho já sabia da pretensão do partido de lançar o nome de Helenilson Pontes. Ele esperava a decisão de Pontes para depois pedir (ou mandar) alguma coisa a Rocha. José Antônio teve a missão de ligar ao tributarista e tentar convencê-lo a comparecer à casa da família Rocha. E conseguiu.

Dentro da mansão dos Rocha, Pontes foi recebido com festa e semblantes de empolgação. Rocha (pai) fez as honras da casa e entregou a candidatura do partido ao professor e advogado tributarista. Um discurso totalmente oposto ao do último encontro ocorrido entre os dois.

Antônio Rocha recebeu um não. Mas Pontes, incentivou a candidatura própria do partido. Na saída, Rocha ainda jogou a última ficha. Disse que Helenilson poderia ser o candidato com o médico Nélio Aguiar como vice.

O sinal continuou negativo. Então veio a ordem. Jader intimou o PMDB santareno a aceitar a vaga de vice na chapa do PT. Eram 17h59min, fechava-se mais uma página história da política santarena.

Comentários

Zé do brejo disse…
Esse NÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃOOOOOOOO deve tá ecoando até agona no ouvido de Antonio Rocha e vai continuar até 2010....
Anônimo disse…
Ptz... Alailson, que pena!
No teu conto de fada não teremos como Prefeito o Helenilson Pontes!
Pow, cara poderia ter dado um outro final ao romance né? Um final feliz!

Te inspiraste ao que? Casablanca?

Abs.

Tiberio Alloggio
Anônimo disse…
O PMDB provou da mesma moeda. É o partido mais mercenário do Brasil. Sempre quer ser governo.

Charles
Anônimo disse…
O Tibério é quem acredita em conto de fadas, pois até a cachorra lá de casa sabe que o pau comeu na casa do Antônio Rocha. Inclusive saindo até na TV. Ele nem sai da casa dele pra saber das coisas.
Se a aliança fosse amigável ela seria divulgada no momento da convenção e não no início da noite.

Menos Tibério, menos. Vc não precisa disso.

Valda Santos
Alailson Muniz disse…
Fico com a Valda. contra fatos não há argumentos.
è fato que o PMDB ficou chateado sim com a tomada da cabeça da chapa. É fato que o partido ensaiou candidatura prória. É fato que se houvesse a aliança amigavelmente, ela seria apresentada durante a convenção.
Tudo que foi narrado foi me repassado por gente do próprio PT e quem quisesse ver os fatos acontecerem era só ficar em frente á casa de Antõnio Rocha, como eu fiz.
Anônimo disse…
Defender que essa composição com o PMDB vai a mil maravilhas e pirar na maionese. O governo tá abalado sim e virá mais traíção pela frente.
O Tibério enquanto cientista político é um ótimo ongueiro. Lembram que ele dizia que seria o Zé Tapajós e milton e depois mudou para Inácio e Zé Tapajós. Nem um nem outro.
É Tibério sem puxa saquismo e vamos enxergar os fatos.

Cláudia Neves;
Anônimo disse…
Foi estratégia do Everaldo que fez os partidos escurraçarem o PMDB para poder ele se contentar com a vice.
Quem ficou feio na história foi o Antônio Rocha e o Jader Barbalho.
O PT fez jogada de mestre e o próximo passo é expulsar o PMDB do governo, pois eles vão querer a vaga no senado e isso o PT não vai entregar.


Lops Filho
Anônimo disse…
Para vocês da coligação PSOLCIPOALCEARENSE Alexandre Márcio Von:

1) Não haverá eleição suplementar em 2009, e as de 2010 estão chegando...
É com um cenário desses que o 98% dos partidos e as coligações escolheram seus candidatos.

2) Os escolhidos foram exatamente os mesmos que já haviam sido ventilados depois da loucura do TSE com Maria do Carmo. Inclusive Inácio Correia (PT) que veio só agora porque antes não podia.

3) As candidaturas atuais são mais um expediente (garantido pela justiça eleitoral) para "agitar", manter vivos, e/ou promover candidatos de olho em 2010.

4) O PMDB mocorongo (até 2010) ERA, É, e SERÁ coadjuvante. Se chegou a ter cabeça de chapa foi devido à conjuntura. Mas logo que o TSE mudou as regras tudo voltou a estaca zero.

5) A única chance do PMDB ter cabeça de chapa era com Zé Maria Tapajós, bem avaliado (fora) na coligação, mas vetado (dentro) pela maioria (Rocha) do seu Partido.

6) Quem conhece um pouco da politica mocoronga, sabe que Helenilson Pontes não teve, não tem, e não terá nenhuma chance de ser candidato MAJORITÁRIO pelo PMDB. No Partido o cearense tem apenas um voto, o dele. E a fila é grande.

7) Balaio de ensaio, jogo de cena, fofocas, e até conto de fada, fazem parte do jogo.
Obvio que dentro essa conjuntura conturbada não faltou movimentação de "otários", mas essa é uma categoria que em politica nunca vai fazer falta.

Enfim, se olharmos o resultado, veremos que não aconteceu nada, não mudou nada, e tudo continua como antes.
Esses são os fatos.

Novidades talvez entre 12 e 20 de Março quando Santarém deverá entrar sim em uma nova conjuntura...mas aí...

Abs

Tiberio Alloggio
Anônimo disse…
EHH!! TEM GENTE QUE DIZ TER FICADO O TEMPO TODO EM FRENTE A CASA DO ROCHA, PORÉM NÃO SABE DE NADA, EU ESTAVA DENTRO E PRESENCIEI TUDO DE PERTINHO. QUEM AQUI FICARIA FELIZ EM SER REBAIXADO???? QUEM?? QUE FOI SACANAGEM O QUE O PT FES COM O PMDB ISSO FOI, O ROCHA NÃO SE RETIROU PORQUE ELE NÃO FAZ POLITICA SÓ PRA ELE, ELE PENSOU EM MUITA GENTE QUE SERIA PREJUDICADO POR ELE, SÓ UM BURRO NÃO ENTENDE QUE O PT JAMAIS VAI GANHAR ESSA ELEIÇÃO COM INÁCIO, VÁRIAS PESSOAS JA OUVI PERGUNTANDO: QUEM É INÁCIO??? AÍ EU RESPONDI: ELE FOI SECRETÁRIO DE GOVERNO. ONDE? ME PERGUNTARAM DE NOVO. EH GENTE! BEM FEITO PRO PT POIS ELE VAI PERDER FEIO COM O QUE ELE FEZ E COM CERTEZA NÃO SERÁ CULPA DO ROCHA!!!