.

.
.

São Raimundo escorrega e cai para vice

Foto:Elliank Queiroz

Registro do momento do gol de Vélber

A derrota do São Raimundo para o time do Paysandu, no sábado, foi um teste para o time que não havia jogado dentro de casa contra uma equipe com o futebol de quilate equivalente.

A equipe belenense matou o jogo ainda no primeiro tempo sem mostrar futebol e se aproveitando da timidez do Pantera mocorongo. Mesmo incentivado pela torcida que lotou o Colosso do Tapajós, o alvinegro santareno recusou a mostrar seu verdadeiro futebol.

O artilheiro Hélcio ainda demonstrava não está bem fisicamente. Resultado dos últimos jogos nos quais apanhou bastante. No primeiro tempo jogou praticamente sozinho. O maestro Luiz Carlos Trindade fez falta e Michel, apesar de talentoso, não conseguiu desempenhar o mesmo papel de Trindade.

Num jogo apático e sem igual no campeonato, o Paysandu marcou de pênalti com Vélber aos 11 minutos e depois com Zé Augusto aos 19, ainda no primeiro tempo. Foi só que aconteceu no primeiro tempo.

O segundo tempo parecia outro jogo com novos atletas em campo. O São Raimundo iniciou a partida mostrando quem era o verdadeiro dono da casa. O Paysandu não respirava e o gol era questão de tempo pela boa exibição em campo. Mas o tempo passava e os ataques eram desperdiçados quando não esbarravam no gigante Rafael Córdova (goleiro). Garrinchinha sabia conduzir a bola, mas não conseguia acertar as finalizações. Marabá, Marcelo Pitbul, João Pedro e Michel acordaram para o jogo.

O técnico Valter Lima radicalizou e tirou Hélcio e Cléberton para a entrada de Tinha e Koute. Mais tarde, Tarta no lugar de Filho.

Tinha deu um novo fôlego ao time e as jogadas passaram a serrem todas ensaiadas pela direita do gol de Córdova. O Paysandu não passava do meio de campo e os jogadores não conseguiam acompanhar o ritmo do atacante Tinha.

A torcida fez a sua parte. Mas o quesito ‘finalização’, forte quando Hélcio estar em campo, deixou a desejar. De tanto insistir, Tinha, que já era o nome do jogo, marcou aos 19 minutos o único gol do Pantera Negra de Santarém.

Apesar da derrota, o São Raimundo está classificado e isolado na segunda colocação do Parazão 2009. Corre o risco de se classificar para a Copa do Brasil e para a Série ‘D’ do Campeonato Brasileiro.

A equipe de Valter Lima também provou que tem futebol para jogar de igual para igual contra os grandes times do cenário regional. Faltou alma aos jogadores, que ainda não conseguiram entender que são os melhores desse campeonato.

Comentários

.

.