.

.
.

.

.

.

.

Messias é pego na mentira

Depois de dizer que não havia recebido nenhuma contribuição ou questionamento sobre o estudo de impacto ambiental da usina de Belo Monte, em Altamira, o presidente nacional do Ibama, Roberto Messias, foi desmentido pelos movimentos sociais e levou um puxão de orelha do Ministério Público Federal de Altamira.

O órgão ministerial pediu para que se dê publicidade aos documentos protocolados como colaboração ao licenciamento da hidrelétrica de Belo Monte após as audiências públicas do mês de setembro.

Comentários