.

.
.

Vergonha

O tratamento dispensado pela diretoria do São Raimundo e pela diretoria do estádio Colosso do Tapajós à imprensa escrita de Santarém é uma vergonha. Um total desrespeito com os profissionais daqui da terra. Porque não fazem o mesmo com o povo que vem lá de fora ou com os colegas do rádio e da TV?

Comentários

Fui vítima dessa falta de respeito durante o último jogo do São Raimundo em Santarém, contra o Fortaleza. Aliás, eu e outros quatro colegas da imprensa escrita de Santarém. Fomos barrados na porta do estádio, embora estivéssemos com as identificações das empresas em que trabalhamos. Nos exigiram uma carteira do sindicato dos jornalistas ou do sindicato dos radialistas. E olha que durante a discussão com os funcionários do estádio, os senhores Jardel Guimarães e André Cavalcante,ambos diretores do São Raimundo, chegaram a ser chamados para solucionar o impasse, porém, nos deixaram falando só. E só depois de muita insistência é que foi permitida a nossa entrada no estádio. A essas alturas o jogo já estava com mais de 20 minutos do primeiro tempo. Sem falar que nós nem pudemos mais entrar na área do gramado e tivemos que fazer o nosso trabalho das arquibancadas.
Juscelino Ferreira (Repórter do Diário doi Tapajós)
jussferreira03@gmail.com

.

.