.

.
.

Morre Escapulário, craque santareno e ídolo no Acre

Escapulário foi campeão (60 e 64) santareno pelo São Raimundo.
Vítima de paralisia multiplica dos órgãos, faleceu na manhã desta segunda-feira (3) José Maria Pereira dos Santos, o Escapulário - apelido que recebeu graças a um cordão que usava com uma espécie de amuleto.

Nascido em 1945, na cidade de Santarém do Pará, o ex-volante Escapulário, dano de dribles desconcertantes, fez história no futebol acreano. O ex-craque tinha como característica marcante, além da qualidade técnica, o passe, principalmente nos lançamento de longa distância.

Após início da carreira no futebol paraense, jogando no São Raimundo (60-64), onde conquistou dois títulos na cidade de Santarém, Escapulário se transferiu para o futebol rondoniense, onde atuou nos anos de 66 e 67 nas equipes do Ferroviário e Moto Clube de Porto Velho. No ano de 1968, a convite do ex-prefeito de Rio Branco, Adalberto Aragão, Escapulário veio jogar no Independência.

No futebol local, Escapulário virou um dos ídolos do excrete tricolor da década de 1970, ao lado de jogadores como: Zé Augusto; Chico Alab, Palheta, Deca e Flávio, Aldemir e Eró; Bico-Bico, Bebé e tantos outros.

A última oportunidade na carreira de Escapulário surgiria no ano seguinte, em 68, quando aceitou um convite do ex-prefeito de Rio Branco, Adalberto Aragão, para jogar no Independência, time de maior torcida do estado.


Leia Mais Aqui.

Comentários

.

.