.

.
.

Após trapalhada da diretoria, São Raimundo pega o Trem e precisa vencer

Do O Liberal:

 
O São Raimundo volta a campo hoje disposto a mostrar que a folga de 15 dias entre a estreia e seu segundo jogo na Série D teve um resultado positivo, e fala em buscar uma vitória hoje contra o Trem-AP, no Glicério Marques, em Macapá. A tarefa, porém, promete ser das mais difíceis: além de jogar em casa, o time treinado por Fran Costa, e que tem a base do Cametá, quer se recuperar da humilhante goleada de 5 a 0 sofrida para o Sampaio Corrêa-MA. O jogo começa às 20h30.

Depois da derrota "em casa" na estreia, mostrando um futebol incipiente, o São Raimundo teve uma folga providencial para acertar o time, prejudicado pelo início tardio de preparação para a Série D: se iniciou então uma semana de intensos trabalhos físicos com o preparador Robson Melo, seguida de trabalhos técnicos e táticos com Flávio Goiano. "Dei atenção especial para a marcação e o posicionamento. O São Raimundo, desde o Paraense, sofre alguns apagões e esquece da marcação. Isso é o que faz a gente tomar gol", disse o técnico, sem procurar, no entanto, mascarar as deficiências da equipe.

O time tenta superar ainda, as dificuldades da Série D. Em uma situação financeira desconfortável, o Pantera viveu uma semana turbulenta, que teve desde acordos judiciais até mudanças no cronograma de viagem, que culminaram de um jeito inusitado: a lentidão da diretoria em procurar passagens aéreas para a capital amapaense fez com que o time não tivesse alternativa senão viajar de barco. A saída aconteceu às 19 horas; e chegada, prevista para as 18 horas de domingo, após uma parada em Breves.

Já o Trem-AP vive uma rotina intensa. O clube teve uma semana de cobranças, após a goleada sofrida para o Sampaio Corrêa-MA, amenizada por uma vitória sobre o Ypiranga, válida pelo Campeonato Amapaense, por 1 a 0. A vitória deu a impressão de que o revés no Brasileiro foi um acidente de percurso.

Comentários

.

.