.

.
.

.

.

.

.

Penitênciária capacita internos em Santarém

Da Agência Pará:

Mais uma turma de internos é capacitada no Centro de Recuperação Agrícola Silvio Hall de Moura, em Santarém, por meio do convênio firmado entre a Superintendência do Sistema Penal do Pará (Susipe) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). Onze internos receberam certificados após concluírem o primeiro curso de "Confecção de Doces e Salgados".

O curso teve duração de 40 horas/aula. Os internos recebiam as aulas durante três horas diariamente. Além da certificação de mais um curso em seus currículos, os internos receberão o benefício da remissão de pena, previsto na legislação penal brasileira. “Agora eles têm uma profissão que pode muito bem ser utilizada lá fora quando saírem para montar um negócio lícito e aumentar a renda de suas famílias. Esse é o primeiro caminho para a socialização desses internos. A educação e o trabalho honesto conseguem fazer essa mudança”, afirma Delso Mourão, coordenador de Educação do Centro.

Os internos festejaram a conclusão do curso e agradeceram a oportunidade proporcionada pela Susipe. “É uma graça de Deus e ficamos agradecidos por essa oportunidade que vai nos servir lá foram quando cumprirmos a nossa pena. Poderemos montar até um pequeno negócio para ajudar a sustentar nossas famílias”, disse um dos internos que participou do curso.

Ainda por meio do convênio, devem iniciar nesta terça-feira, 2, mais dois cursos profissionalizantes: manipulação de alimentos e manicure e pedicure. “São novos internos que vão ter a oportunidade de se profissionalizarem. A turma de confecção de doces e salgados mostrou que o convênio está dando certo e que outros internos terão essa oportunidade de aprender”, ressaltou a Assistente Social Lúcia Pinto durante a entrega de certificados.

O diretor do Centro de Recuperação, coronel Valter dos Santos, ressaltou a importância dos internos aprenderem uma profissão e de terem com o aprendizado o benefício da remissão de pena. “Eles vão ser vistos com outros olhos lá fora, pois terão uma profissão e através da educação vão diminuindo o tempo de pena pelo benefício da remissão. Acreditamos que são ações como essa que podem ajudar a ressocializar essas pessoas e dá mais uma chances a elas”, disse o diretor.

O superintendente da Susipe, major Francisco Bernardes, afirma que os cursos profissionalizantes desenvolvidos na unidade penal Silvio Hall de Moura fazem parte das ações de humanização que serão desenvolvidas dentro do sistema penal paraense e que vão nortear as diretrizes da Susipe.

Comentários