.

.
.

.

.

.

.

Ibama aplicou R$ 238,5 milhões em multas por desmatamento no Pará

Entre janeiro e julho de 2011, o Ibama fez 15 operações de fiscalização no Pará, mobilizando 214 agentes ambientais federais de diversas partes do País para apoiar o combate ao desmatamento ilegal no Estado. A maioria das 211 notificações e 477 autuações feitas pelo Ibama ocorreu no sudeste e sudoeste do Estado, onde acontecem as maiores pressões sobre a floresta no Pará, principalmente em razão do avanço da pecuária.

No total, o Ibama aplicou R$ 238,5 milhões em multas, apreendeu 44 tratores, 59 motosserras e fechou 22 serrarias nos sete primeiros meses do ano no Pará. O instituto embargou também 25,2 mil hectares de desmatamentos irregulares em todo o Estado, uma área maior que a cidade de Recife, que tem 21,7 mil hectares. Para impedir o avanço dos desmatamentos na Amazônia paraense, a principal investida do Ibama em 2011 foi a operação Disparada, que mobilizou 90 agentes e apreendeu 1,7 mil cabeças de gado criadas em áreas embargadas em Redenção, São Félix e Altamira, regiões líderes em desflorestamento no Estado.

Para os próximos cinco meses do ano, o Ibama ainda tem operações previstas de combate a desmatamentos ilegais e de cumprimento dos embargos aplicados pelo instituto, além das ações de rotina voltadas à fiscalização de fauna, cadastro técnico federal, pesca, biopirataria e degradação ambiental.

Fonte: O Liberal

Comentários