.

.
.

Serviço Florestal forma multiplicadores em gestão de empreendimentos comunitários no manejo florestal

Capacitar multiplicadores sobre a Gestão de Empreendimentos Comunitários no Manejo Florestal para poderem atuar em organizações como cooperativas é o objetivo do curso promovido pelo Serviço Florestal Brasileiro em sua Unidade Regional do Distrito Florestal Sustentável da BR-163 (UR DSF BR-163) e Centro Nacional de Apoio ao Manejo Florestal (Cenaflor/SFB), em parceria com o Projeto BR-163 – Floresta, Desenvolvimento e Participação. A capacitação ocorre entre os dias 5 a 9 de dezembro, no Auditório da UR DFS da BR-163/SFB, em Santarém (PA).

Devem ser capacitados 20 participantes entre comunitários, moradores de dentro e do entorno da Flona Tapajós, representantes de organizações governamentais e não governamentais, além de técnicos da Unidade Regional do SFB/DFS da BR-163. O curso, de caráter teórico, abordará temas como: "Associativismo" e "Cooperativismo".

De acordo com a técnica de planejamento territorial da UR DFS da BR-163, Paula Castanho, o curso vai possibilitar aos comunitários da Flona Tapajós e demais participantes o acesso à informações sobre gestão de organizações que trabalham com a temática florestal. “Queremos capacitar e formar multiplicadores para que possam melhorar o desempenho das organizações que atuam com a questão florestal". Segundo ela, na Floresta Nacional, a Cooperativa Mista da Flona Tapajós (Coomflona) é exemplo de entidade que tem alcançado bastante êxito a partir do manejo florestal no Projeto Ambé. Ela conta que, atualmente, o Serviço Florestal, ICMBio/Flona Tapajós e demais parceiros têm buscado também, dentro da Flona, retomar os projetos anteriormente apoiados pelo Promanejo. “Também estamos implementando atividades com os produtos florestais não madeireiros e buscando retomar os projetos de movelarias, juntamente com o ICMBIo/Flona Tapajós".

O Curso "Gestão de Empreendimentos Comunitários no Manejo Florestal - Módulo Básico para Multiplicadores” está sendo viabilizado pelo Projeto BR-163 - Floresta, Desenvolvimento e Participação, cuja execução é do Ministério do Meio Ambiente, com o apoio técnico e a gestão financeira da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (ONU/FAO Brasil) e recursos doados pela Comissão Européia.

O Projeto tem por objetivo contribuir para a diminuição do desmatamento na área de influência da Rodovia Cuiabá-Santarém, por meio de ações voltadas ao fortalecimento do Distrito Florestal Sustentável da BR-163, à estruturação de cadeias produtivas sustentáveis e ao fortalecimento da sociedade civil e dos movimentos sociais.

Texto: Júlio César Guimarães
Ascom Projeto BR-163

Comentários

.

.