.

.
.

.

.

.

.

Águia e Cametá disputam Taça Cidade de Belém

Da Agência Pará:

Águia e Cametá disputam a grande final do primeiro turno do Campeonato Paraense, Taça Cidade de Belém. A partida será neste sábado, 25, às 16h, no Estádio Zinho Oliveira, em Marabá. O Cametá entra como favorito depois de golear o azulão por 4 a 1, no primeiro jogo, em Cametá. O Águia precisa vencer por três gols de diferença, pra poder ficar com o título, enquanto o Mapará pode até perder por dois gols que mesmo assim ainda será o campeão. A Rede Cultura (TV, Rádio e Portal) vai transmitir a partida, ao vivo, para todo o Pará.
Para tentar reverter a vantagem do Mapará, João Galvão, técnico do águia marabaense, deve optar pelo esquema tático 4-4-2, diferente do esquema com três zagueiros utilizado no jogo anterior, contra o Cametá. “Muitos já consideram uma fatura liquidada (a vitória do Cametá), mas assim como aconteceu com a Tuna e com o Remo, pode acontecer com o Cametá. Se o time entrar dizendo que já ganhou a partida pelo fato dessa vantagem, pode acabar sendo surpreendido”, ponderou o jornalista Diogo Puget.
Segundo Puget, o Cametá “é a melhor equipe do campeonato, tem o melhor aproveitamento, o melhor ataque, melhor saldo de gols, e tem o artilheiro do campeonato, o Rafael Paty. Então, está muito complicado pro Águia”, aposta. Nenhuma das equipes vai pra esse jogo decisivo com grandes desfalques. Os treinadores estão com o que eles consideram o melhor de cada equipe. Pelo lado do Águia, o destaque dever ser a volta de Analdo, que não jogou a última partida por estar cumprindo suspensão. “Apesar de estar com 33 anos, ele acaba sendo o 'cão de guarda' da equipe”, acredita Diogo Puget.
Caso seja campeão do primeiro turno, o Cametá ficará próximo da vaga da Série D deste ano e já terá presença assegurada na Copa do Brasil do ano que vem. Esta será a terceira vez consecutiva que o Cametá irá disputar uma final de turno. No ano passado, o Mapará esteve na primeira final de turno contra o Paysandu e, no segundo, enfrentou o Independente.

Comentários