.

.
.

.

.

.

.

Sistema de Segurança conduz negociações com indígenas em Jacareacanga

Da Agência Pará:

A Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social enviou ao município de Jacareacanga, no sudoeste do Pará, nesta quarta-feira (4), um efetivo do Comando de Missões Especiais (CME), da Polícia Militar, sob o comando do coronel PM Walcir Luiz Travassos de Queiroz, subcomandante geral da PM do Pará. A tropa é especializada em gerenciamento de crises e situações de alta complexidade. Uma equipe da Polícia Civil também seguiu para o município, para reforçar o trabalho dos órgãos de segurança.

As negociações com as lideranças indígenas Munduruku, conduzidas nesta quarta-feira (4) pelo superintendente regional da Polícia Civil no Tapajós, delegado Edinaldo Silva de Sousa, e por dois representantes da Fundação Nacional do Índio (Funai), foram suspensas no início da noite. O delegado e os dois servidores da Funai seguiram para o hotel, e retomarão o diálogo com os indígenas na manhã desta quinta-feira (5).

A cúpula do Sistema de Segurança Pública do Pará está reunida em Belém acompanhando o desenrolar da situação e mantendo contato com os órgãos federais, buscando a melhor solução para o conflito. O secretário de Segurança Pública, Luiz Fernandes Rocha, acredita em uma solução negociada, em breve.

Uma reunião foi realizada na tarde desta quarta-feira no Comando de Policiamento Regional, no município de Itaituba, para discutir o envio de uma nova tropa da polícia para Jacareacanga. Participaram o subcomandante geral da PM, coronel Walcyr Queiroz, os comandantes de policiamento de Itaituba e do Comando de Missões Especiais da PM, e a juíza da 3ª Vara Criminal de Itaituba, Vanessa Couto.

"Até esse momento estamos avaliando a situação e colhendo todas as informações possíveis, de forma precisa, para que possamos avaliar os fatos e verificar a melhor estratégia para o processo decisório", disse o coronel Walcyr Queiroz, no início da noite desta quarta-feira.

Comentários