.

.
.

Parece proposital, mas... : Prefeita suspende obra e assume culpa por "erros"

Maria do Carmo

A notícia do dia nas redes sociais e blogs santarenos foi a suposta pavimentação de um trecho estreito da praia do Cajuaeiro na vila balneária de Alter do Chão. Obra essa idealizada e supervisionada pela prefeitura municipal via cúpula da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf).

A obra, extensão da pavimentação da rua Pedro Teixeira, deveria culminar com a construção de uma rampa para embarque e desembarque de lanchas e jet-skis, demanda inclusive já cobrada por moradores locais. Mas acabou por protagonizar um dos fatos mais repercutidos deste "Sairé eleitoral".

A imagem da praia sendo "raspada" para receber o asfalto ganhou o mundo virtual. Para parar as máquinas, um "morador visitante" da vila confeccionou cruzes. Mas a coroa de espinho ficou mesmo para a prefeita Maria do Carmo que assumiu toda a culpa na tarde de hoje em seu gabinete.
 
"Peço desculpas aos moradores de Alter do Chão e assumo toda a culpa. Criei um grupo de trabalho com técnicos da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Seminf e Procuradoria Jurídica para avaliar o caso. Por enquanto, a ordem é de suspensão da obra", disse Maria do Carmo.
 
O ato escondeu o verdadeiro culpado, pois não precisa ser especialista em política para saber que o chefe do poder executivo não fiscaliza o governo à varejo e sim no atacado.
 
Em tempo de eleição, um "erro" desses causaria a demissão de pelo menos uns dois assessores diretos, ou até a queda de um secretário.
 
Maria não chorou aos pés das cruzes como o fez a sua homônima: crucificou-se.
 
Para o blog, a ação pareceu proposital e conseguiu seu objetivo final.

Comentários

.

.