.

.
.

.

.

.

.

Buriti e a insegurança jurídica


Quem pretendia comprar um lote no residencial  Jardim Cidade, que está sendo vendido pela empresa Buriti, em Santarém, ficou com um pé atrás depois da notícia de que o Ibama e o Ministério Público Federal podem embargar o empreendimento. Eles temem perder tempo e dinheiro, pois, aliás, a mesma terra já foi alvo de um longo litígio nos tribunais da justiça paraense.
 
O órgão ministerial deve exigir a realização de um Estudo e de um Relatório de Impactos Ambientais (Eia/Rima). O mesmo órgão está atrás do secretário de Meio Ambiente, Marcelo Correa, para intimá-lo a emitir informações sobre o empreendimento.

Comentários