.

.
.

.

.

.

.

“Disque dengue” para casos emergenciais

Dayan Serique: prevenção
Foto: Alailson Muniz
O vereador Dayan Serique (PPS) sugeriu ao executivo municipal a criação de um "disque dengue" para atendimento a casos emergenciais.
 
Dayan Serique explica que o disque dengue  seria utilizado, por exemplo, pelo morador que percebeu que seu vizinho abandonou alguns pneus no quintal de sua a casa e ausentou-se. Ao invés de se esperar pelo rodízio dos agentes de endemias que estão sobrecarregados, cada um tem mais de 200 residências para visitar, o morador poderia solicitar em caráter de urgência a presença de um agente que atenderia aquela demanda de forma imediata. “Uma forma de evitar a criação desenfreada de focos do mosquito da dengue e promover a prevenção”, argumentou.
 
Para que se evite transtornos na área de saúde, o vereador líder do PPS, solicitou a criação de um número de telefone de fácil memorização que pudesse ser utilizado pela população para solicitar a presença de agentes de endemias em casas ou outros tipos de estabelecimentos que possuíssem indícios de favorecimento à criação de focos do mosquito da dengue, o aedes aegypti.
 
Em 2010, o município registrou mais de 411 casos confirmados da doença, 300% a mais que o ano anterior quando foram confirmados 100 casos. Atualmente, Santarém tem 223 notificações e 91 casos confirmados segundo o último informe epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (Sespa).

Comentários