.

.
.

.

.

.

.

Presos na operação Efeito Dominó começam a ser liberados

Da Agência Pará:


A Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe) informa que quatros pessoas presas na Operação Efeito Dominó da Polícia Civil, realizada na sexta-feira (6), foram liberadas nesta terça-feira, 10, à noite. Sérgio Ronald Lhamas Santos e Emanuel Hemeliano estavam presos no Presídio Estadual Metropolitano 1 (PEM 1). Tamy Fagundes Macedo e Ivanete Menezes da Conceição estavam presas no Centro de Recuperação Feminino (CRF). Todos receberam habeas corpus expedido pelo juiz João José da Silva Maroja, da Vara de Combate a Entorpecentes e Organizações Criminosas, das Câmaras Criminais do TJ-PA.

Eduarda Graim, uma das suspeitas presas durante a operação, foi a primeira a receber habeas corpus, ainda no sábado (7). No Pará, a operação Efeito Dominó prendeu 40 pessoas. No total, 28 tiveram prisão temporária decretada pela Justiça e devem começar a ser liberadas a partir das 00h desta quarta-feira (11). Os demais que tiveram prisão preventiva decretada pela Justiça continuarão presos. A Operação Efeito Dominó aconteceu nos estados do Pará, Bahia e Rio de Janeiro, para combate ao jogo do bicho ilegal. Um dos líderes do esquema fraudulento, Luiz Drummond, filho do bicheiro carioca Luizinho Drummond, também presidente da Escola de Samba Imperatriz Leopoldinense, teve a prisão preventiva decretada e continua preso à disposição da Justiça.

Comentários