.

.
.

Apresentado estudo de viabilidade da ferrovia Cuiabá-Santarém



Alexandre Von fala sobre a importância da ferrovia.

Representantes do governo municipal e entidades do setor produtivo local conheceram na noite de ontem, terça-feira, 08, o estudo de viabilidade da ferrovia Senador Vicente Vuolo, que ligará o estado de Mato Grosso ao município de Santarém, nos trechos Rondonópolis a Cuiabá e Cuiabá a Santarém. A ferrovia Cuiabá-Santarém será uma alternativa para o escoamento da produção, paralelamente à BR-163. O estudo foi apresentado por técnicos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), com a participação de representantes da Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT), do secretário extraordinário de Acompanhamento de Logística Intermodal de Transporte, Francisco Vuolo, do secretário de Indústria, Comércio e Mineração do Pará, Davi Araújo Leal, e do presidente da AMUT, prefeito de Uruará Everton Moreira.

De acordo com o prefeito Alexandre Von, do ponto de vista da estratégia da logística, a ferrovia Cuiabá-Santarém é fundamental para o Brasil e principalmente para a região.

“Neste momento precisamos de uma nova alternativa para o escoamento. Só a BR-163 não é suficiente para retirar a grande produção de grãos e outros produtos do Mato Grosso e Centro-Oeste pelo porto de Santarém ou pelos portos do Norte”, pondera o prefeito.

Pelo estudo apresentado ficou definido que a ferrovia não vai acompanhar a Rodovia BR-163 até o porto de Santarém. Os trilhos devem ser desviados a partir da região do planalto.



(CCOM/Prefeitura de Santarém)

Comentários

.

.