.

.
.

Raimunda Monteiro é nova reitora da Ufopa

Em O Estado do Tapajós:

Raimunda e Anselmo festejam a vitória. Foto: Alailson Muniz.
A Professora Raimunda Monteiro foi eleita reitora da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) em Santarém. Até o fechamento desta edição, a apuração das urnas não havia completado os 100%, pois algumas urnas veem do interior. Mas, segundo a Comissão Eleitoral, mesmo que todos os votos do interior fossem computados para a chapa adversária, ainda assim não haveria mudanças no resultado. Raimunda foi eleita com a 2.585 votos contra 1.491 eleitores do seu adversário, Aldo Queiroz, da chapa "Orgulho de ser Ufopa".
Segundo a Comissão Eleitoral, não há motivos para que resultado possa ser questionado na justiça. "Muito pelo contrário tivemos um acerto de mais de 80%. Tudo ocorreu dentro da normalidade", disse Everaldo Portela, membro da Comissão Eleitoral.
"Estamos felizes e vamos colocar nosso projeto dentro da universidade para fortalecer esta instituição para qual fui eleita", disse Monteiro, acrescentando que não sabe as datas das cerimônias de posse.
As urnas restantes começam a chegar nesta manhã de barco ou lancha. Até avião será usado no resgate das urnas que estavam em outros municípios. "Essas urnas chegando vamos esvaziá-las para finalizar nosso trabalho", disse Everaldo Portela.

Perfil

Raimunda Monteiro é graduada em Jornalismo, atuou como professora na UNB e Unama, antes de ser concursada pela UFRA. Mestre em Planejamento de Desenvolvimento Regional e Doutora em Ciências do Desenvolvimento Sócioambiental, ambos cursados no NAEA/UFPA. Nas pós-graduações estudou redes de interação entre as instituições de fomento e as organizações dos agricultores e o uso da biodiversidade Amazônica em cosméticos, fitoterápicos e alimentos industrializados.


Durante sete anos, atuou no MMA - Ministério do Meio Ambiente, onde coordenou o PDA/Sub-Programa Projetos Demonstrativos do PPG7 e foi diretora geral do FNMA/Fundo Nacional do Meio Ambiente. Contribuiu no Macro Zoneamento do Lago de Tucuruí e foi a primeira diretora-presidente do Instituto de Desenvolvimento Florestal do Pará (Ideflor), onde iniciou a gestão de florestas públicas estaduais sob os novos marcos legais. Participou dos estudos do Zoneamento Econômico e Ecológico da BR-163 e infuenciou na criação de unidades de conservação no oeste do Pará, com estudos assessoramento aos movimentos sociais e consultorias institucionais.
Foi a primeira vice-reitora Pro-tempore da Ufopa, renunciando ao cargo por divergir dos métodos da atual administração. No Instituto de Ciências da Sociedade (ICS), da Ufopa, contribuiu na criação do Programa de Economia de Desenvolvimento Regional. Eleita representante docente na Consun Pro-tempore, defendeu a transparência e a democracia na gestão.
Atualmente é professora associada I, nos cursos de Ciências Econômicas e Gestão Pública e coordena o Observatório de Economia da Amazônia e Desenvolvimento Regional.

Nenhum incidente registrado durante a votação na Ufopa


Cerca de 10 mil eleitores entre alunos, técnicos e professores exerceram seu direito ao voto nesta segunda-feira (18), na primeira eleição direta para reitoria da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa).

As seções de contaram com urnas de lona e cabines de votação cedidas pela Justiça Eleitoral iniciaram os trabalhos às 8h. Apesar da aglomeração de votantes na parte da manhã, nenhum incidente foi registrado. A votação aconteceu de forma ordeira.

Os candidatos Aldo Queiroz (chapa Orgulho de ser Ufopa) e Raimunda Monteiro (chapa “Gestão Participativa com Excelência”) votaram no campus Amazônia, que funciona no prédio do Amazônia Boulevard.

Para assegurar a lisura do pleito, advogados da OAB – Subseção Santarém foram designados para acompanhar a movimentação nos campi da Ufopa. Em Santarém, foram três os advogados, distribuídos no campus Tapajós, campus Rondon e campus Amazônia.

Para os alunos e técnicos da Ufopa, a eleição direta atende um antigo anseio da comunidade acadêmica e dá oportunidade para que todos expressem a sua vontade nas urnas.

A eleição para reitor da Ufopa aconteceu em 13 municípios onde a Ufopa tem campi. O resultado será conhecido nesta terça-feira, 19, quando serão computados os votos dos municípios mais distantes.

Para facilitar o processo de apuração dos votos, as cédulas de votação tem cores diferentes, sendo azul para a categoria de docentes, verde para técnicos administrativos, e, vermelho para os discentes.

Comentários

.

.