.

.
.

Obras dos galpões do Festival do Çairé são retomadas e ficam prontas até 15 de março

Trabalhadores finalizam trabalhos nos galpões. Thiago Araújo/Ag. Pará
Da Agência Pará:

Os moradores de Alter do Chão, especialmente os brincantes do Festival Çairé, que neste ano chega à 16ª edição, comemoram a retomada das obras de construção dos galpões que serão destinados à Associação Folclórica Cor de Rosa e ao Grupo Sociocultural Boto Tucuxi. O projeto, que recebe um aporte financeiro de R$ 1,5 milhão do Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Obras Públicas (Seop), servirá como local para ensaio e construção de alegorias e fantasias, assim como área para organização de eventos e oficinas artísticas.

Até ano passado, os brincantes do Çairé, que acontece sempre na segunda semana de setembro, com duração de cinco dias, e que já ocupa lugar de destaque entre os mais famosos festivais do Baixo Amazonas, não possuíam local adequado para se reunir, trabalhar e ensaiar. Geralmente, alugavam galpões particulares, emprestavam quadras esportivas ou até mesmo fechavam ruas para esses fins, mas com o apoio do Governo do Pará, este quadro muda a partir deste ano.

A obra, edificada numa área arborizada de 5 mil m² do bairro Nova União, com 1.700 m² para cada boto, possui muros e portões de ferro, ampla área com refeitório, cozinha, banheiros masculino e feminino e espaço que pode servir de bar, ambas cobertas com estrutura toda metálica. Segundo a empresa A C A Construtora Ltda, que emprega aproximadamente 45 operários, mão de obra toda local, os trabalhos estão 80% concluídos, em fase de cobertura do galpão do Boto Cor de Rosa. Após essa etapa, o espaço receberá serviço de pintura, pequenos acabamentos, limpeza de terreno e estará pronto para ser inaugurado.

“A obra deu uma parada no final do ano por conta de problemas com fornecimento de material de cobertura, cuja fábrica fica em Manaus. A parte elétrica, assim como a hidrossanitária, está pronta e até o dia 15 de março, no máximo, estaremos entregando a obra às lideranças dos botos. Elas definirão, juntamente com a prefeitura de Santarém, como o espaço deverá ser utilizado”, conta Humberto Carvalho, engenheiro responsável pela obra.

Segundo o representante da diretoria da Associação Folclórica Cor de Rosa, Ercio Sardinha, o investimento do Governo do Pará na construção dos galpões fortalecerá a produção de arte e cultura no oeste do Pará. “Esse apoio é de fundamental importância não só para nós, do Boto Cor de Rosa, mas também para o Tucuxi. Com este espaço, teremos local fixo para fabricarmos nossos materiais e ensaiarmos para as apresentações da nossa grande festa. Isto representa um marco para a cultura paraense no Baixo Amazonas, pois também estamos falando da valorização dos artistas locais”, explica.

O fundador e presidente do Grupo Sociocultural Boto Tucuxi, Edilberto Ferreira, fala da importância do novo espaço para Alter do Chão e revela, em primeira mão, o enredo do Çairé para 2014. “Nossa cidade estava precisando de uma obra desse porte e graças a Deus o Governo do Estado se sensibilizou com a cultura e o folclore da nossa região, nos proporcionando um espaço mais digno e seguro. Vamos sair das ruas, onde pegávamos sol escaldante e muita chuva, para uma área que também servirá para todos de Alter, que poderão participar de oficinas de profissionalização da mão de obra, por exemplo. Este ano vamos trabalhar mais felizes e, para comemorar essa alegria, aproveito para apresentar o enredo da 16ª edição, Çairé pra Dançar, que vai nortear o tema dos dois botos, que prometem uma grande disputa”, declara.

Detalhamento da obra:
Início da obra: outubro de 2012
Previsão de conclusão: março de 2014
Andamento da obra: 80%
Valor global da obra: R$ 1,5 milhão
Empresa Responsável: ACA Construtora Ltda.
Secretaria Responsável: Secretaria de Estado de Obras Públicas (Seop)

Comentários

.

.