.

.
.

.

.

.

.

Juruti se prepara para receber mais uma edição do Festribal

O município de Juruti sedia, de 24 a 27 de julho, mais uma edição do Festival Folclórico das Tribos Indígenas, evento turístico que tem como objetivo a preservação das tradições histórico-culturais do Pará, o que o torna um dos mais belos da Amazônia. Também conhecida como Festribal, a festa é marcada pela disputa entre as tribos Muirapinima e Munduruku. A “rivalidade” é medida por meio de rituais de dança e coreografias.

A exemplo de anos anteriores, a Companhia Paraense de Turismo (Paratur) fechou parceria com o grupo de Comunicação Amazon Sat, que através da TV Amazon Sat, Portal Amazônia e diversas mídias sociais, mostra a amazônica paraense para cerca de 180 países. Essa parceria com a Amazon Sat permite a divulgação dos principais segmentos turísticos do Pará: cultura, natureza, sol e praia, eventos e negócios.

Juruti é um dos municípios da região turística do Tapajós, oeste do Pará, na fronteira com o estado do Amazonas. Conta com uma população de mais 47 mil habitantes. Possui várias atrações turísticas como lagos e igarapés e durante o Festribal atrai algo em torno de 25 mil pessoas para a cidade.
História – Iniciado em 1986, o Festival Folclórico das Tribos Indígenas de Juruti acontece tradicionalmente no ultimo final de semana de julho.  Tudo começou com apresentação dos bois bumbás, quadrilha e carimbó, mas ganhou destaque quando passou a acontecer no espaço cultural denominado “Tribódromo”. O ápice do evento é a disputa entre as tribos Munduruku e Muirapinima, que trazem ao público um espétaculo que reúne danças, alegorias e efeitos especiais pontuados pelas cores que simbolizam cada uma das equipes.

Considerado Patrimônio Cultural do Pará Desde 2008, o Festival Folclórico das Tribos Indígenas é realizado pela Prefeitura Municipal com apoio na divulgação e promoção do Governo do Estado do Pará, por intermédio da Paratur.

O acesso ao município pode ser feito por via aérea ou barcos que saem de Belém e Santarém. A partir daí a viagem segue nos rios da Amazônia até chegar a Juruti.

Benigna  Soares
Companhia Paraense de Turismo

Agência Pará

Comentários