.

.
.

.

.

.

.

Morre Eduardo Galeano, 74



Hoje, o jornalismo crítico e a literatura inteligente ficaram mais pobres. Morreu, aos 74 anos, Eduardo Galeano, um dos poucos gênios das letras pensantes do mundo moderno. Tive a honra de conhecê-lo pessoalmente em 2002 durante o Fórum Social Mundial, em Porto Alegre.

O escritor uruguaio Eduardo Galeano morreu aos 74 anos em Montevidéu, nesta segunda-feira (13), segundo o site do jornal "El País". Galeano estava internado em um hospital na capital uruguaia desde sexta-feira (10) devido a complicações de um câncer de pulmão, que já havia sido tratado em 2007.

Jornalista, historiador e ficcionista, publicou mais de 30 livros, quase todos traduzidos no Brasil. Ele é autor da obra "As veias abertas da América Latina", em que denunciou a opressão e amargura do continente e que foi traduzido para dezenas de idiomas.

Comentários