.

.
.

Advogado é preso por descumprir medidas protetivas

Osmando Figueiredo.
O advogado José Osmando Figueiredo foi preso hoje pela manhã, quando se encontrava em um shopping da cidade, por determinação judicial do juiz Vilmar Durval Macedo Júnior (foto), que está respondendo pela Vara do Juizado da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Santarém. A decisão do juiz foi dada no processo nº 0005922-09.2017.8.14.0051, por causa do descumprimento de medidas protetivas solicitadas pela ex-esposa do advogado Elayne de Castro.

O Ministério Público havia requerido a decretação da prisão preventiva do acusado, "sob o fundamento de que este descumprira as medidas protetivas", baseando nos fatos ocorridos no dia 22/06/2017 quando, segundo o MP, ela "estava saindo de um show, que ocorria no estacionamento do Shopping Rio Tapajós, na companhia de um amigo, Sr. Lazaro Gilson da Silva, oportunidade em que foram abordados por dois motociclistas. Na ocasião, um deles acertou um golpe de capacete em Lázaro, que caiu sobre o chão, tendo ele dito: Isso é pra ti aprender a não ficar com mulher dos outros (textuais). Ato contínuo, um dos motociclistas lesionou-a com um tapa no rosto".
Juiz Vilmar Durval que decretou a prisão.

O MP informou ainda ao juiz que "no dia 24/06/2017 o requerido [Osmando] esfaqueou Lázaro por motivos de ciúmes dele com a ofendida, razão pela qual ela teme por sua integridade física e de sua família e requer providências cabíveis para o caso, uma vez que esta não vem respeitando as medidas protetivas já fixadas".
Diante disso, disse o juiz em sua decisão: "Decreto a Custódia Preventiva do nacional Jose Osmando Figueiredo, qualificado nos autos, com fundamento no artigo 312 e artigo 313, inciso III, ambos do CPP. Expeça-se, de imediato, o mandado de prisão preventiva expedindo-se os expedientes necessários para o seu devido cumprimento".
Antes de ser preso, Osmando usou suas redes sociais para negar as acusações e disse que a verdade seria provada na justiça.
Sobre sua prisão, o Blog falou com o advogado Alexandre Paiva, que faz a defesa de Osmando. Ele informou que vai tomar conhecimento da sentença e ingressar fazer os pedidos necessários para a soltura de seu cliente.
“Vamos tomar ciência da decisão e vamos tomar as medidas cabíveis perante a justiça”, disse Paiva.

Osmando foi ouvido pelo delegado Herbeth Farias, fez exame de Corpo de Delito e levado para o Centro de Recuperação Silvio Hall de Moura.


Com informações da Comarca de Santarém

Comentários

.

.