.

.
.

Belém para escanteio

Os belenenses ainda sonham com a Copa do Mundo de Futebol de 2014 por aquelas bandas. Mas o resultado das últimas avaliações feitas pela FIFA não animaram muito a cidade.

Sem falar que Ricardo Teixeira, presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), não foi com a cara da cidade. Os belenenses dizem que Teixeira não decide. Realmente, não decide, mas influência. Não é a toa que o sujeito estar há mais de 30 anos a frente da CBF sem um arranhãozinho sequer da imprensa nacional.

A bagagem de Ricardo Teixeira, principalmente com a Globo que sempre leva vantagem na compra dos direitos de transmissão do campeonato brasileiro, está favorecendo outra cidade da Amazônia, Manaus.

Todos os dias praticamente têm matéria em rede nacional. A principal vitrine tem sido o Jornal Nacional. Ultimamente, o carnaval da capital do Amazonas teve chamadas ao vivo com direito a um minuto no Fantástico. Enquanto que Belém ficou para escanteio.

Mas apesar dos pesares, a fé é grande. Até o vice governador Odair Correa, que é santareno, articula inclusive a escolha de Santarém como cidade satélite de Belém. Significa dizer que as seleções que tiverem jogos em Belém poderão dar um pulinho à Pérola para treinar ou mesmo para tirar o stress e se concentrar.

O poster até acha que a experiência de sediar o Fórum Social Mundial, deste ano, foi o bastante, mas não admoesta a possibilidade.

Comentários

.

.