.

.
.

Esporte pode ser a solução

Uma unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Santarém foi impedida, há duas semanas, por membros de uma gangue, de realizar atendimento a um jovem esfaqueado no bairro do Uruará, em Santarém. Pedras foram jogadas nas ambulâncias e os socorristas ameaçados.

No mesmo bairro, um morador sozinho tenta amenizar o problema das gangues, tirando os jovens das ruas por meio da prática de esportes. Ele tenta conseguir iluminação para um campo de futebol que estava abandonado. Lá, Preto, como é conhecido, realiza torneios esportivos. A idéia tem dado certo. Falta só uma ajudinha do poder público municipal.

A iluminação de alguns campos de futebol na periferia de Santarém ajudaria a diminuir bastante esses altos índices de violência e a participação de jovens em gangues.

Comentários

.

.