.

.
.

.

.

.

.

Israel: o rancor que não cessa.

Depois de bombardear a ajuda humanitária que seguia para os palestinos, Israel agora tenta justificar o injustificável.

O país do rancor ainda mantém em cárcere privado a cineasta brasileira Iara Lee, que estava num dos barcos bombardeados.

Já se aproxima do Holocausto o que Israel faz com a Palestina.

Comentários