.

.
.

.

.

.

.

Médicos negociam para evitar greve


Para informar a população sobre a real situação,
os médicos fixaram cartazes na frente do HR.
 Em uma reunião com a Pró Saúde, corpo clínico decidiu não paralisar nenhum serviço e aguardar até o dia 27 de dezembro o pagamento de 50% do salário atrasado.

Os médicos do Hospital Regional do Baixo Amazonas do Pará – Dr. Waldemar Penna deveriam receber o salário do mês de novembro até o dia 5 de dezembro. Porém, o corpo clínico normalmente precisa aguardar até o dia 20 de cada mês para receber. Isto faz parte da rotina dos médicos, pois, este prazo dado por eles sempre é utilizado pela direção do hospital para efetuar o pagamento, ou seja, os salários sempre são pagos com atraso.

Porém, no mês de dezembro o prazo máximo para o pagamento não foi respeitado, o que resultou numa ameaça de greve da categoria que atende no Hospital Regional (HR). Incomodados, mas ao mesmo tempo preocupados com a saúde da população, os médicos decidiram em uma reunião com a Pró Saúde, no dia 22 de dezembro não concretizar a greve. Então, ficou acertado que até o dia 27 de dezembro seria efetuado 50% do pagamento, ficando o restante para o dia 10 de janeiro. Caso isso não ocorra, os médicos devem entrar em greve.

Origem do problema

O Tesouro Nacional normalmente repassa os recursos da saúde pública para o Ministério da Saúde até o dia 2 de cada mês. Em dezembro, uma matéria divulgada aqui no blog do Paju (leia completa) deu conta de que até o dia 13 o pagamento ainda não havia sido efetuado. O fato ocasionou o atraso no pagamento dos médicos dos Estados.

Fonte: Blog do Paju

Comentários