.

.
.

.

.

.

.

Sespa retira 5 máquinas do HR e deixa 17 pacientes mais perto da morte

Em O Estado do Tapajós, edição desta semana:


Enquanto 17 pessoas aguardam na fila de espera por uma sessão de hemodiálise em Santarém, o governo do estado anuncia que vai retirar do Hospital Regional do Baixo Amazonas cinco máquinas. Segundo a Sespa (Secretaria de Estado de Saúde) essas máquinas estavam sem uso, mesmo havendo pacientes em fila de espera. O motivo seria a falta de recursos financeiros, pois o serviço, em Santarém, é custeado pelo próprio governo do estado e não pelo Ministério da Saúde como deveria ser.

A decisão de retirar as máquinas foi tomada anteontem durante uma reunião da Câmara Técnica da Sespa. Três máquinas vão para o Hospital Regional do Araguaia, em Redenção, e mais duas para o Hospital Regional da Transamazônica, em Altamira. "Essas cinco máquinas também estavam sem uso", informou a Sespa.

O secretário de municipal de saúde, José Antônio Rocha, reconhece que há uma grande necessidade de mais máquinas, mas afirma que o próprio espaço do Centro de Hemodiálise do Município não oferece condições de ampliação. Atualmente, o Centro Municipal atende a 60 pacientes. Dez máquinas oferecem o tratamento e existe uma de reserva.

No Hospital Regional, não existe lista de espera, pois quando há vaga o Centro Municipal envia o paciente para lá.

Mesmo com o total de máquinas dos dois hospitais, José Antônio Rocha, reconhece a necessidade de mais aparelhos. "Não é suficiente ainda para atender a demanda da região, tanto Santarém quanto Oeste do Pará. Precisamos de mais máquinas."


Leia Mais na edição impressa do jornal, que já está nas bancas.

Comentários