.

.
.

Nélio Aguiar denuncia contradição na marcação de exames em Santarém

O deputado Nélio Aguiar (PMN) repercutiu nesta quarta-feira (20), no plenário da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa) denuncia feita pelo vereador de Santarém, no Oeste do Pará, Nicolau do Povo (PP), referente a problemas no acesso dos usuários do SUS para a realização de exames de alta complexidade no Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA). “Apesar de muita gente esperar cerca de 40 dias por um exame de ressonância magnética ou mamografia, ao final do mês o hospital não consegue atingir a meta pactuada com a Sespa, então há uma grande contradição na prestação do serviço, que precisa ser esclarecida, pois sabemos que há muitos pacientes que precisam de mamografia, tomografia e ressonância magnética e ficam esperando meses na fila e alguns até cansam de esperar e acabam pagando pelos exames em clinica particular. “,alertou.

A denúncia do vereador santareno busca esclarecer informações dadas à imprensa pelo diretor hospital regional Hebert Moreschi, que concedeu entrevista em uma rádio local, afirmando que o serviço de ressonância magnética não estaria atingindo o total de vagas e que por conta disso, mensalmente estaria sobrando 40 vagas.“O vereador pede ainda a direção do Regional possa emitir um relatório sobre a capacidade instalada dos serviços, inclusive sobre sobra de vagas, pois os meios de comunicação locais mostram pacientes que chegam a esperar mais dois anos para realizar um exame de alta complexidade”, alerta o parlamentar.

Kátia Aguiar
Ascom Parlamentar

Comentários

.

.