.

.
.

.

.

.

.

Jurados desclassificam crime do Lago Grande e acusado é liberado

Por Jota Ninos:

Por maioria de votos dos sete membros do Conselho de Sentença, o réu Jackson da Silva Roberto, de 35 anos, que matou Elielson da Silva Silveira durante uma festa na comunidade de Soledade, na região do lago Grande, teve seu crime desclassificado de Homicídio Doloso Simples (aquele em que se tem intenção de matar) por Homicídio Culposo, pela tese de Legítima Defesa Putativa (por erro escusado), o que significa que matou a vítima acreditando que esta iria matá-lo.

O julgamento terminou às 22h00 desta terça-feira (07/05) e o juiz Gerson Marra Gomes aplicou a pena de 01 (uma) ano e 06 (seis) meses de detenção. Como o réu já estava preso há três anos, sua pena foi cumprida e ele recebeu Alvará de Soltura.
A tese acatada pelos jurados foi apresentada pelo defensor público Fabiano Narciso. O promotor Evandro Ribeiro queria a condenação do réu e anunciou que vai recorrer da decisão do Júri Popular.

O crime ocorreu em 06/09/2009, durante uma festa naquela comunidade, quando Jackson esfaqueou Elielson que morreu no local.

O Tribunal do Júri volta a se reunir na quinta-feira (09), para julgar Raimundo Alves Ferreira pelo crime de Homicídio Duplamente Qualificado contra José Carlos dos Santos, ocorrido em 1998.

Comentários