.

.
.

.

.

.

.

Prefeitura e UFOPA discutem a implantação de um laboratório de fitoterápicos

Prefeitura de Santarém, Governo do estado do Pará e a reitoria da Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA) discutiram nesta segunda-feira, 06, a implantação de um laboratório de fitoterápicos em Santarém. A proposta é que o laboratório seja instalado na área onde vai funcionar o Parque de Ciência e Tecnologia, na UFOPA. O objetivo é que as plantas possam reverter em ganhos e sejam liberadas para o Sistema Único de Saúde.  Os recursos seriam do Ministério da Saúde e o projeto executado pela Secretaria de Estado Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI) com o apoio logístico e operacional do município.

A ideia inicial é trabalhar com uma cadeia produtiva de fitoterápicos tomando por base o APL – Arranjo Produtivo Local – a partir da agricultura familiar e assistência técnica de instituições parceiras. Segundo o coordenador do Comitê do Gestor do APL, Dr. Frederico Neves, Santarém teria a oportunidade de desenvolver desde o plantio de plantas medicinais até a manipulação de remédios e a posterior distribuição dos medicamentos preparados no Sistema Único de Saúde.

“É uma grande oportunidade porque essas plantas seriam produzidas dentro de normas de bons cultivos, boas manipulações e o produto final seria de muita utilidade para população”, reitera.

 

Na ocasião, Alexandre Von ratificou que os produtos fitoterápicos são autorizados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e Ministério da Saúde. De acordo com o prefeito, a participação da Prefeitura será no fortalecimento da produção vegetal dentro da cadeia produtiva local de fármacos, destinada ao beneficiamento no laboratório de fitoterápicos. Von reiterou que além da participação da Secretaria de Saúde, outras pastas serão envolvidas no processo.

 

“Nós teremos a participação da Secretaria de Educação, porque a estrutura da Escola da Floresta e da Escola do Campo, no Eixo Forte, será integrada nesse projeto. E, também, teremos o apoio da Secretaria de Agricultura e Incentivo à Produção Familiar [SEMAP] e a Coordenadoria de Produção Familiar [CPROF] que vão apoiar os pequenos produtores diretamente envolvidos na produção de plantas para o laboratório”, explicou.

 
CCOM/PREFEITURA DE SANTARÉM

Comentários