.

.
.

Editora Abril fecha quatro revistas

Do Estadão:

A Editora Abril divulgou, na quinta-feira, 1, comunicado oficial, assinado pelo presidente do grupo, Fabio Barbosa, confirmando o fechamento das revistas Alfa, Bravo!, Gloss e Lola, assim como o portal Club Alfa.

A empresa anunciou mudanças nas estruturas editorial e comercial das unidades de negócios Abril Segmentadas, Veja, Exame e Negócios Digitais. "Leitores e anunciantes continuarão tendo, a seu dispor, um portfólio extenso e segmentado (quase 50 títulos), capaz de atender a todos os públicos plenamente. Além disso, os compromissos publicitários e de assinaturas serão honrados, por meio de pacotes de reposição", diz o comunicado.


Segundo a editora, as quatro publicações fechadas representavam menos de 2% da receita de publicidade das revistas da Abril. Elas terão uma última edição no mês de agosto. Em função das mudanças, cerca de 150 profissionais de várias áreas foram demitidos.


O processo de reestruturação da Editora Abril começou há dois meses. Uma das primeiras medidas anunciadas pelo grupo foi o agrupamento de suas unidades de negócios, com o objetivo de "racionalizar recursos". Naquela ocasião, a empresa reduziu de dez para cinco o número de unidades de negócios.


Como parte das mudanças, a empresa também devolveu recentemente a marca MTV para o conglomerado de mídia americano Viacom. O contrato permitia que a Abril ficasse com o canal até 2018, mas a empresa da família Civita decidiu devolvê-lo antes. A MTV deixará de uma emissora aberta e será administrada pela Viacom. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários

.

.