.

.
.

Neonazistas em Santarém?



Já havia lido em comentários de blogs de amigos e em perfis de redes sociais sobre um grupo de “seres humanos” que andam pelas ruas da cidade numa SW4 (carro de luxo que custa R$ 100 mil) espancando pessoas de forma covarde e violenta. Não se sabe os motivos. Mas chama a atenção um fato: os indícios de serem “humanos” com boa condição econômica. Essa violência gratuita só costuma aparecer quando emerge das classes pobres menos favorecidas e, condenada na mídia, é impiedosamente reprimidas pelo Estado.

Esses “humanos” sentem no ato de espancar uma satisfação prazerosa? Será uma contraprova de suas masculinidades?
Sinceramente, nas duas condições, prefiro o encanto, a sedução e a beleza das mulheres para me satisfazer.

É muito fácil espancar em grupo pessoas indefesas. Lembrem que no ano passado, vários homossexuais foram agredidos nas ruas da cidade sem motivo algum durante uns dois meses. Será o mesmo grupo?
Usar do poder econômico e da força física para humilhar e espancar é um nível ao qual, infelizmente, existem pessoas que querem estar lá.

Na foto, o jovem Marcelo, a mais recente vítima.

Comentários

.

.