.

.
.

Alcoa fecha parceria com a Airbus


A Alcoa, líder mundial na produção de alumínio primário e alumínio transformado, fechou com a Airbus, maior fabricante mundial de aviões comerciais, um contrato plurianual de fornecimento no valor de aproximadamente US$ 110 milhões, referente a peças aeroespaciais em titânio e alumínio. A companhia produzirá as peças usando sua prensa de 50.000 toneladas, que foi modernizada recentemente e está situada em Cleveland, no Estado de Ohio (EUA). A prensa utiliza controles de última geração para atender às rigorosas especificações do setor aeroespacial e tem a capacidade singular de produzir as maiores e mais complexas peças forjadas do mundo, seja em titânio, níquel, aço ou  alumínio.

“Nossa expertise no desenvolvimento de produtos inovadores e altamente sofisticados, nosso longo histórico no setor aeroespacial, além dos recursos diferenciados da nossa prensa fazem com que a Alcoa tenha uma qualificação inigualável para produzir soluções de alta qualidade para as aeronaves mais avançadas”, afirma Olivier Jarrault, vice-presidente executivo e presidente de Produtos e Soluções de Engenharia da Alcoa. “Essa parceria estreita o relacionamento longo e colaborativo que temos com a Airbus, com a qual continuaremos trabalhando para fazer o setor progredir, apresentando produtos cada vez mais superiores”.A Alcoa fornecerá peças de titânio, incluindo itens forjados para conectar a estrutura da asa à turbina, para o A320, que é o jato de corredor único mais eficiente em termos de combustível da Airbus. O contrato inclui também uma variedade de grandes produtos forjados de alumínio para o A330 e o A380. Isso inclui a longarina interna da asa traseira do A380, que é a maior peça forjada aeroespacial do mundo. Esses componentes serão feitos com a liga 7085, que é exclusiva da Alcoa e se destina especificamente a grandes componentes estruturais de aeronaves. A maior parte dessas peças forjadas suporta a estrutura da asa.


Em 2012, a Alcoa já havia assinado com a Airbus contratos plurianuais de fornecimento de seus produtos de alumínio líderes do setor espacial – folhas, placas e produtos extrudados de liga dura que utilizam ligas avançadas em alumínio ou alumínio-lítio. Os termos não foram divulgados, mas os contratos foram avaliados em cerca de US$ 1,4 bilhão. Além das folhas, placas, produtos extrudados e forjados, outras especialidades da Alcoa, como fixadores e peças estruturais fundidas, são usadas em aeronaves Airbus.

A Alcoa esteve na vanguarda de todos os avanços importantes da história aeroespacial, em virtude de sua profunda expertise técnica e de seu enfoque em oferecer as melhores soluções aos clientes. A atividade aeroespacial da Alcoa gerou uma receita de US$ 3,8 bilhões em 2012. A empresa detém posições de liderança em produtos aeroespaciais como peças forjadas, produtos extrudados, aerofólios de turbina a jato e sistemas de fixação, produzidos por sua divisão downstream, Produtos e Soluções de Engenharia (Engineered Products and Solutions – EPS), e em folhas e placas aeroespaciais produzidas por sua divisão midstream, Produtos Laminados Globais (Global Rolled Products – GRP). Nos três primeiros trimestres de 2013, as divisões EPS e GRP representaram 57% das receitas totais e 79% do resultado operacional depois de impostos (ATOI) do segmento. 

Fonte Ascom Alcoa

Comentários

.

.